Postagens e repostagens daquilo que merece ser compartilhado: o nosso universo geek.

Reviews

Desculpas eternas!

Gente boa, tenho que pedir as desculpas mais atrasadas da qual já ouvi falar: minha falta de postagens novas.

Muito infelizmente, apesar de adorar esse blog, estou mega compromissado com a minha faculdade de engenharia. O curso não me deixa tempo de sobra pra jogar vídeo-games, conversar, assistir, ouvir ou me relacionar; não tem jeito, se quiser se formar engenheiro aeroespacial, vai ser assim.

Contudo, ainda que esporadicamente, vou tentar repostar tudo aquilo o que eu achar válido. Existem várias outras páginas dispostas a compartilhar seu material por esse meio.

Espero que vocês não deixem de visitar o MGW e que, ainda melhor, candidatem-se para membros da página! Eu aceito qualquer um que esteja disposto a cobrir essa brecha que eu deixo no blog.

 

tumblr_m8rsenRDZI1qizbpto1_1280

Anúncios

Rune Factory: Frontier

 Atualmente, somos bombardeados por todos os lados por propagandas de joguinhos de fazenda. A vida no campo nunca foi tão explorada quanto os programadores da Zynga conseguem vêm fazendo de uns anos pra cá. Agora, em meio a tantos títulos similares, a série Rune Factory toma destaque pelo seu mundo complexo, profundo e bem chamativo, mesclando , com charme, a vida rústica com elementos de rpg.

Entroncamento do bem respeitado Haverst Moon, R.F. associa a vida na fazenda uma aventura paralela, na qual você deve entrar em ruínas, enfrentar  monstros e, por fim, desvendar os mistérios que cercam a península na qual todo esse enredo se desenrola.

Você pode escolher, dentre 13 (lindas) moradoras da Vila de Trampoli, uma para se casar.

 Monstros podem ser atraídos para sua fazenda para trabalhar. Cada qual possui uma característica especial, assim sendo, desempenham papeis diferentes. De espécies que só cortam pedaços de tronco e galhos à outras que regam e caçam vegetais (tudo isso, se bem alimentados e tratados).

Não só a colheita faz parte da sua renda: cozinhar, engendrar armas e joias, colher ovos, retirar leite, pescar e comercializar são fundamentais ao desenvolvimento do jogo.

O cenário não chega a ser dos maiores no mundo dso vídeo-games, mas são bonitos e bem decorados. É possível se viajar as maiores distâncias em pouco tempo, o que, no final das contas, é bastante satisfatório. O tempo passa, o clima e estações mudam, o que revigora a sensação de que tudo deve ser planejado de acordo com o tempo, bem coisa de vida campestre. Cada espécie de vegetal cresce em determinado tempo e estação. No inverno, como nada ‘vinga’, é preciso preparo no Outono, para que sua fazenda não contabilize prejuízos.

O jogo é uma obra considerável dos Simuladores de fazenda e RPGs, merece estar no seu console! Quem sabe você deixa a sua fazendinha do FarmVille um pouquinho de lado pra brincar com essa produção.
===========================================================
PRODUÇÃO: Neverland Co.

DISTRIBUIÇÃO: Marvelous Ent., Xseed Games e Rigin Star Games.

PLATAFORMA: Wii

LANÇAMENTO:11/2008 (Japão)

CONTEITOS:

GRÁFICO: 7.0

SOM: 7.0

JOGABILIDADE: 8.0

DIVERSÃO: 10


Quem achar que eu mereço, me adiciona!

Pra quem quiser me adicionar ‘como amigo’ em qualquer uma das duas redes online, ficam aì:

Xbox Gamercards


PSN Gamercards


Be welcome, Playstation Vita!

Hardware

Ao contrário da Nintendo – com o seu 3DS, a Sony optou por não introduzir a função 3D em seu novo portátil. Por outro lado, o PlayStation 3, console de mesa da marca, é constantemente bombardeado por tentativas de ‘emplacar’ a tecnologia (é também capaz de reproduzir filmes no formato).

PlayStation Vita apresenta uma tela OLED de 5″ com a capacidade ‘multitoque’. Um sensor na parte traseira do aparelho capta a movimentação dos dedos, abrindo um leque de possibilidades às produtoras.

Novo Playstation Vita

O aparelho tem requisitos tecnicos de dar inveja a qualquer smartphone, tablet ou portátil. Seu processador, o ARM Cortex-A9 MPcore – possui quatro núcleos, não obstante, a GPU, também de quatro núcleos ( SGX543MP4), com clock setado em 266 Mhz. Em suma: o Vita exibe imagens com extrema clareza, de boa definição e com gráficos de ponta. As texturas exibidas nos seus jogos, pra não deixar mentir, são sempre intocáveis.

Outro ponto importante no hardware do aparelho é a presença de duas alavancas analógicas, contra um único disco analógico do PSP – seu antecessor. Esta era uma das maiores reclamações do antigo portátil da Sony, já que a câmera dos jogos ficava incrivelmente prejudicada. Agora a coisa funciona exatamente como no DualShock3, doPlayStation 3. Uma alavanca move os personagens pelo cenário enquanto a outra move a câmera. Bem mais eficiente.

novo playstation vita

Uma informação ruim: a bateria, com todos esses recursos, não se mostra párea. Em menos 4 horas (oficialmente, porque os primeiros jogadores chegaram a registrar 2 horas), se esgota. Ainda que isso represente um ponto positivo em relação ao 3DS, cuja bateria não chegou a metade disso nos testes realizados por sites especializados.

Vita também não possui memória interna para saves e jogos. A compra de um cartão de memória de formato próprio, de capacidades que variam de 4 à 32GB, é fundamental (fora esse ser um ponto negativo, acrescenta-se outro: são extremamente caros, podendo custar até mesmo U$ 100,00 um da versão de 4GB).  A mídia que será utilizada para reproduzir jogos será a NVG Card, com capacidade de 2 a 16B (limitados a 4GB no lançamento), semelhante a um cartão de memória convencional.

Por fim, uma novidade importante é a presença de duas câmeras, uma frontal e outra nas ‘costas’ do aparelho. A presença das duas câmeras promete muitas novidades em termos de chat com vídeo (Skype provavelmente se inclui nessa lista) e também na captura de filme. Claro que elas também podem ser utilizadas para jogos que rodem em Realidade Aumentada – misturar imagens do mundo real com virtuais.

Software

A antiga XBM (utilizada no PS3, PSP e televisores da linha BRAVIA) foi substituída pela chamada LiveArea, uma área de funções que prioriza o touchscreen.

novo playstation vita

Há ainda softwares pré-instalados no sistema e voltados para interação social, como o Near e o Party – o último é um canal de reunião para amigos, que poderão participar de chats (até mesmo de voz), ainda que cada amigo esteja em um jogo diferente. Este é o famoso “cross game chat”, muito requisitado no PlayStation 3, mas só presente no Vita.

Já o Near é um serviço mais simples, mas que promete surpreender de acordo com seu uso constante e adicionais funcionalidades, que poderão ser introduzidas mais tarde. Trata-se de um serviço de localização que funciona via PlayStation Network e indica quando há outro PS Vita na região, permitindo partidas imediatas, chats, compartilhamento de lista de amigos e outros. O Near também registra automaticamente se algum Vita passou perto de você em algum momento (durante uma caminhada, por exemplo), recebendo informações compartilhadas pelo dono.

E ainda mais, o Vita virá com suporte as Redes Sociais


Personagens mais conhecidos e/ou influentes. Faltou algum? Comente!


Gamer’s Bedroom is born!

Está aqui a sua mais nova fonte de informações sobre o mundo dos jogos e entretenimento: o Gamer’s Bedroom. Só aqui você tem acesso a informações que te interessam e, o melhor, a SÓ as que te interessam! No GB acontecerão dropdows diários sobre o mundo dos vídeo-games e entretenimento, não perca!