Postagens e repostagens daquilo que merece ser compartilhado: o nosso universo geek.

Dicas

Desculpas eternas!

Gente boa, tenho que pedir as desculpas mais atrasadas da qual já ouvi falar: minha falta de postagens novas.

Muito infelizmente, apesar de adorar esse blog, estou mega compromissado com a minha faculdade de engenharia. O curso não me deixa tempo de sobra pra jogar vídeo-games, conversar, assistir, ouvir ou me relacionar; não tem jeito, se quiser se formar engenheiro aeroespacial, vai ser assim.

Contudo, ainda que esporadicamente, vou tentar repostar tudo aquilo o que eu achar válido. Existem várias outras páginas dispostas a compartilhar seu material por esse meio.

Espero que vocês não deixem de visitar o MGW e que, ainda melhor, candidatem-se para membros da página! Eu aceito qualquer um que esteja disposto a cobrir essa brecha que eu deixo no blog.

 

tumblr_m8rsenRDZI1qizbpto1_1280

Anúncios

Time Rifts no Final Fantasy XIII-2

Se você, assim como eu, é um daqueles que não concordaram com as críticas negativas feitas ao FFXIII-2 e, de fato, está jogando esse grande título, aqui vai uma dica incrível de um site pra te aliviar sua vida ao resolver os puzzles do jogo:

http://clockpuzzle.pl/

Muitos dos objetivos de FFXIII-2 exigem que o jogador complete alguns puzzles chamados de Time Rift. Bem comuns durante a trama, ainda que nem todos sejam complexos, podem tomar vários minutos da sua vida para serem solucionados, e é ai que o link acima é sua salvação. Digite a sequencia de números do relógio e ele te dará o passo-a-passo do enigma!


Rune Factory: Frontier

 Atualmente, somos bombardeados por todos os lados por propagandas de joguinhos de fazenda. A vida no campo nunca foi tão explorada quanto os programadores da Zynga conseguem vêm fazendo de uns anos pra cá. Agora, em meio a tantos títulos similares, a série Rune Factory toma destaque pelo seu mundo complexo, profundo e bem chamativo, mesclando , com charme, a vida rústica com elementos de rpg.

Entroncamento do bem respeitado Haverst Moon, R.F. associa a vida na fazenda uma aventura paralela, na qual você deve entrar em ruínas, enfrentar  monstros e, por fim, desvendar os mistérios que cercam a península na qual todo esse enredo se desenrola.

Você pode escolher, dentre 13 (lindas) moradoras da Vila de Trampoli, uma para se casar.

 Monstros podem ser atraídos para sua fazenda para trabalhar. Cada qual possui uma característica especial, assim sendo, desempenham papeis diferentes. De espécies que só cortam pedaços de tronco e galhos à outras que regam e caçam vegetais (tudo isso, se bem alimentados e tratados).

Não só a colheita faz parte da sua renda: cozinhar, engendrar armas e joias, colher ovos, retirar leite, pescar e comercializar são fundamentais ao desenvolvimento do jogo.

O cenário não chega a ser dos maiores no mundo dso vídeo-games, mas são bonitos e bem decorados. É possível se viajar as maiores distâncias em pouco tempo, o que, no final das contas, é bastante satisfatório. O tempo passa, o clima e estações mudam, o que revigora a sensação de que tudo deve ser planejado de acordo com o tempo, bem coisa de vida campestre. Cada espécie de vegetal cresce em determinado tempo e estação. No inverno, como nada ‘vinga’, é preciso preparo no Outono, para que sua fazenda não contabilize prejuízos.

O jogo é uma obra considerável dos Simuladores de fazenda e RPGs, merece estar no seu console! Quem sabe você deixa a sua fazendinha do FarmVille um pouquinho de lado pra brincar com essa produção.
===========================================================
PRODUÇÃO: Neverland Co.

DISTRIBUIÇÃO: Marvelous Ent., Xseed Games e Rigin Star Games.

PLATAFORMA: Wii

LANÇAMENTO:11/2008 (Japão)

CONTEITOS:

GRÁFICO: 7.0

SOM: 7.0

JOGABILIDADE: 8.0

DIVERSÃO: 10


Quem achar que eu mereço, me adiciona!

Pra quem quiser me adicionar ‘como amigo’ em qualquer uma das duas redes online, ficam aì:

Xbox Gamercards


PSN Gamercards


Sem nada para fazer nas férias?

Se você é uma daquelas pessoas que durante as aulas/trabalho planeja muito suas férias, mas quando de fato está nelas, nada faz, acaba de cair no post certo!

Sem mais delongas, a nome da vez é: Family Guy!

Family Guy não seria nada além de uma simples série de desenhos animados que continuaram a linhagem de Os Simpsons, se não fosse por uma diferença: esdruxulo! Hahaha.

Peter (o pai), Louis (a mãe), Stewie (bebê maligno), Meg (irmã, ovelha negra) e — (filho mais velho), simbolizam – e satirizam – cada membro da “família norte americana”. O gordão, cheio de ideias pouco desenvolvidas; a mulher pacata, dona de casa, mas que serve de “centro de gravidade” para a família dispersa; o bebê que parece inoscente mas que, na verdade, possui uma intimidade fascista e sexuada (não sei se esse retrata um bebê norte americano…); a irmã cheia de crises e problemas de aceitação; e, por fim, o jovem, gordo em pura puberdade; respectivamente. (Ah, e um cachorro pederasta chamado Bryan)

Porquê merece sua atenção? Simplesmente porquê: não tem um bebê fofinho, e sim uma mente diabólica em desenvolvimento, não há um cachorro amigo, e sim um bêbado acomodado metido a intelectual (siiiiim!!!), o pai não é um diplomado, é um “zé-ninguém” à lá Homer Simpsons. Tudo isso envolto em tramas que dessenrolam: drogas, sexo, homossexualidade, amor fraternal pedofilia… Tabus dignos de atenção. Ah, e é claro: com um homor sacana e impiedoso (sem polpar nem presidente vigente).

Sim, meus caros, Family Guy merece sua atenção. Assista, suas férias vão passar antes mesmo que você desenvolva um senso crítico puro (não sei se isso descreve “pouco tempo”, mas que se dane, é muito bom e isso você entendeu!)

Family Guy pode ser comprado em DVD na: http://www.americanas.com.br ou http://www.livrariasaraiva.com.br

Pode ser baixado pelo site: http://www.familyguy.com.br

E o site oficial é: http://www.familyguy.com


Nada pra jogar? Então aqui vai uma boa dica:

Lembra-se de um jogo chamado Bully? Essa pergunta é retórica, é claro que todos vão lembrar dessa versão ‘escolar’ de GTA (que, não por coincidência, pertence à mesmo produtora!)

Aqui tem um pequeno texto sobre o jogo (do Wikipedia.com):

O jogo começa com Jimmy deitado no carro discutindo com sua mãe e com seu padrasto. A mãe de Jimmy quer colocá-lo num internato, enquanto ela vai passar uma longa lua de mel com seu 5º esposo. E ela escolheu Bullworth Academy, a escola mais louca de todo o país (por ser a única que aceitou Jimmy). Continuando a discussão, eles chegam a Bullworth Academy. A mãe de Jimmy deixa-o à frente da escola, onde ele é recebido pela secretária. Então ela diz a Jimmy para ir falar com o diretor, o Dr. Crabblesnitch. O doutor diz que Jimmy é um rapaz muito mau, o pior que ele já recebeu em sua escola até agora. Ele cita algumas coisas que Jimmy fez em outros internatos: Vandalismo, Linguagem imprópria, Graffiti, e Bullying. Logo depois dessa conversa, a secretária manda Jimmy vestir o uniforme da escola. Quando Jimmy chega ao dormitório masculino começa uma luta, que na verdade é um pequeno tutorial do jogo. Quando tiveres acabado com o rapaz que te atacou, chegará Hattrick, o professor de matemática corrupto da escola (como os policiais corruptos dos jogos da série GTA) fazendo-te parar com a luta. Entrando no dormitório, Jimmy conhece Gary, um rapaz muito inteligente (que por vezes mostra-se um pouco psicopata) e que pretende dominar a escola e as outras facções. Chegando ao seu quarto, Gary apresenta-te a Peter (ou apenas Pete). Depois de um tempo Gary trai Jimmy por que acha que Jimmy quer dominar a escola no lugar dele e inventa algumas mentiras para todos os chefes de facções começando por Russel chefe dos bullies (valentões), Gary fala para Russel que Jimmy xingou sua mãe e alguns animais de sua fazenda. Depois disso Gary continua a mentir para chefes de facções e por causa disso Jimmy continua se dando mal perdendo respeito com facções e se metendo em brigas. No ultimo capitulo Jimmy tem que lidar com uma facção não muito conhecida pelo pessoal de Bullworth por que eles não estudam em Bullworth, ai Gary convence os alunos de Bullworth a iniciar uma guerra escolar eliminando os mais fracos, mandar na escola e criar sua própria facção.”

Vale a pena jogar de novo! Fora que, nas versões para os consoles da atual geração (para Xbox 360 e Playstation 3, pelo menos) e PC , você tem a Schoolarship Edition, uma versão com texturas aprimoradas, imagem widescreen e mais nítida; bem bacana!