Postagens e repostagens daquilo que merece ser compartilhado: o nosso universo geek.

Momento Bart Simpson

Um dos maiores símbolos dos anos 90 – para a garotada – foi Bart, da série Os Simpsons. Provas para isso existem aos montes, jogos lançados um atrás do outro desde a geração do NES (antecessor do Super Nintendo, para os leigo), as pinturas nas paredes de lojas de vídeo game, a repercussão do desenho em si, enfim… O garoto que já aprontou, e ainda apronta, muita coisa, chegou a embaçar a fama de Homer Jay Simpson durante os primeiros cinco ou seis anos do seriado.

  Esse menino merece ser citado.

Por que é tão famoso? De  “eat my shorts”, cortar cabeça de estátuas, jogos eletrônicos, sarcasmo, bagunçar com a vida da sua professora, diretor e zelador do colégio à estrangulamentos e passeios de skate por Spingsfield, Bartholomeu Simpson ganhou um espaço precioso na audiência dos anos noventa.

Aliás, até hoje, para as gerações mais novas que não costumam criar muitas feições duradouras (tudo vira moda e entra no esquecimento muito rápido), os personagens do desenho Ainda são conhecidos e, em alguns casos, admirados.

Uma das coisas que mais agrada em Bart é sua aparente falta de noção. Em situações extremas, ele parece não mudar seu humor, continua sendo um peste com todos a sua volta.

“Springsfield’ 5” é o nome desse grupo. A cena chega a ser nostálgica para os fans mais antigos do seriado.

Uma das razões para que Bart fizesse muito sucesso era por aprontar todo tipo de traquinagem que os garotos faziam, ou gostaria de ter coragem pra fazer.

 Bart foi, sem dúvidas, um grande símbolo pros anos noventa. Não que deixe de ser famoso atualmente, mas o pequeno já não consegue acompanhar os gostos e anseios do público mais jovem. Andar de skate, ir à uma loja para comprar gibi de super-heróis, ao fliperama pra jogar algum arcade com os amigos… O espírito de andar por aí, aprontar, se divertir, andar de bicicleta, parece não ir ao encontro do atual “usar computador, manter uma conta no facebook, namorar aos dez anos de idade, reclamar da vida e ir dormir”. Sad but true.

Aliás, deu até vontade de jogar algum game baseado no seriado! Eu sou um grande fã de Os Simpsons, aliás.

Outra cena que marcou muito – para mim, ao menos – foi o aniversário da Lisa (logo nas primeiríssimas temporadas), em que Bart faz uma canção para sua irmã. Vale a pena conferir, ficou muito bonita a composição!

Muito bacana, não acha?

Bom, é isso, espero que tenham gostado da postagem. Continuem acompanhando o blog. Com o tempo, mais e mais matérias sobre séries, filmes e jogos super bacanas para vocês.

See ya.

Flavio Martins.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s